Bitcoin: 6 razões pelas quais 2020 pode ser o melhor ano na história

24s Comentários

Quando se começa a falar sobre Bitcoin certamente um dos temas que mais será discutido é o futuro da primeira criptomoeda. O passado do Bitcoin muita gente sabe, a criptomoeda foi declarada morta uma centena de vezes. Mas, a maior criptomoeda do mundo continua viva e forte, apesar do sobe e desce do preço. Neste post veremos 6 possíveis razões que apontam que o ano de 2020 será brilhante para o Bitcoin

Escassez do Bitcoin

Graças a genialidade do inventor do Bitcoin, apenas 21.000.000 BTC serão minerados e criados. Por não ser um ativo ilimitado, essa limitação da quantidade do Bitcoin, lhe assemelha com a prata e o ouro, que também têm suprimentos limitados. Apesar de ser semelhante, o Bitcoin tem particularidades que o classificam como um ativo melhor que o ouro e a prata, ele pode ser transferido digitalmente com apenas alguns cliques. Em um mundo digital, esse é o maior benefício de todos eles.

Aumento da correlação do Bitcoin x Ouro

Recentemente publicamos um artigo que fala sobre o aumento da correlação do Bitcoin com o ouro, mas o que isto significa na prática? O aumento da relação Bitcoin versus ouro, mostra que o Bitcoin está ganhando força diante do ouro, e pode vir a se tornar a maior fonte alternativa de investimento.

Em 2018, a correlação entre ambos foi aleatória. Os valores foram negociados de forma semelhante em 49% do tempo, enquanto houve uma desaceleração correlacionada em 22% do tempo e uma tendência de alta correlacionada em 28% do tempo. Mas nos últimos meses um padrão de correlação completo está se definindo. O Bitcoin deverá eventualmente alcançar o ouro e a prata em termos de sua relação entre estoque e fluxo, potencialmente impulsionando seu preço muito mais alto.

Comparação ao Ouro

O último mês abalou profundamente o mercado financeiro tradicional, a desvalorização das ações globais fez surgir uma comparação interessante que antes só era assunto entre os entusiasta do Bitcoin. A mídia tradicional (não tanto quanto gostariamos) passou a ver o Bitcoin como um ativo de segurança.

A forte desvalorização que tem afetado o mercado de ações, tem aumentado significativamente o preço do ouro, e o Bitcoin também não está ficando muito atrás. Recentemente vimos que as tensões geopolíticas impactaram de maneira positiva o preço do Bitcoin, isso revela o quanto a moeda virtual tem sido identificada por muitos investidores como um “porto seguro” diante de tanta incerteza nos mercados tradicionais.

Libra – A criptomoeda do Facebook

A empresa anunciou o lançamento de “uma moeda global simples de infra-estrutura financeira que capacita bilhões de pessoas”. Se totalmente lançada, a Libra permitirá que usuários do Facebook comprem e vendam bens e serviços em todo o mundo sem se preocupar com a distância, usando uma criptomoeda digital governada por alguém na Suíça. Essa criptomoeda estaria ligada ao dólar, ao euro, outras moedas e será mantida não por um governo, mas pela gigantesca empresa de tecnologia do Vale do Silício.

criptomoeda aparentemente será lançada em 2020. Apesar de controversa, trouxe muita atenção para Bitcoin e as outras criptomoedas. Na verdade, acredito que devemos apoiar a criptomoeda do Facebook, a Libra pode ser um fracasso, ou pode enfrentar tanta oposição que nunca seja lançada. A grande guerra contra ela imposta pelos “poderosos” é certamente uma amostra dos problemas que o Facebook deve enfrentar e que as criptomoedas vem lutando faz tempo. Mas é também a reação de um establishment complacente a uma tecnologia radical e potencialmente revolucionária. 

Vale destacar que a Libra chamou a atenção de governos no mundo todo. Houve audiências no Congressos dos EUA, até mesmo o chefe do Tesouro do Reino Unido disse que eles não pretendem parar a Libra ou a tecnologia blockchain  em geral.

Bitcoin Halving

Desde que foi criado, o Bitcoin tem como uma de suas principais características o processo de mineração, que é responsável não só por aumentar a quantidade de moedas em circulação, como também prevenir fraudes.

Os mineradores de Bitcoin fazem isso pegando os dados correspondentes de cada transação e usando-os para completar um problema de matemática. A solução deste problema é conhecida como um “hash”, e a cada vez que o bloco é completado os mineradores ganham recompensas por isso.

O código do Bitcoin é programado para liberar automaticamente uma certa quantidade de Bitcoins para o minerador que trabalhar mais rápido naqueles últimos 10 minutos. Atualmente, o prêmio é de 12,5 Bitcoins por bloco. É assim que novos Bitcoins entram em circulação, sem a necessidade de uma autoridade central controlar seu suprimento, como acontece com as moedas tradicionais.

Halving

Um dos eventos mais esperados acontecerá no dia 17 de maio de 2020, o halving, uma redução pela metade das recompensas por mineração. Após este evento, as recompensas que os mineradores recebem pela adição de blocos à rede serão reduzidas à metade, afetando, portanto, a oferta geral de Bitcoins. Este será o terceiro halving na breve história do Bitcoin.

O primeiro cortou a recompensa por bloco resolvido de 50 BTC para 25 BTC em 2012. O segundo ocorreu em junho de 2016 e cortou a recompensa para 12,5 BTC. Naturalmente, o próximo fará a recompensa do bloco reduzir para 6,25 BTC por bloco.

O consenso geral entre a maioria dos analistas é que o preço do Bitcoin aumentará em resposta a esse evento. Nem todos tem a mesma opinião, mas parece que todos acreditam que essa redução é uma coisa boa para o preço, baseado no princípio básico de mercado, oferta e demanda.

Por essa lógica, parece razoável que o preço do Bitcoin suba de acordo com a redução da oferta. Vale destacar que isso foi o que aconteceu nos ciclos anteriores do mercado. Os últimos dois halvings que ocorreram, fizeram o preço disparar. (Clique aqui para ler mais sobre a influência desse evento no preço do Bitcoin?)

Inflaçãoretrato da inflação: homem comendo lixo na venezulea

A hiperinflação que tem assolado muitas econômias em todo o mundo, especialmente aqui na américa Latina. Dois exemplos de países onde podemos ver claramente o efeito devastador da inflação numa economia é a Venezuela e o Irã.

O que é inflação?

inflação é um termo da economia frequentemente utilizado para designar o aumento geral dos preços na sociedade. Ela representa o aumento do custo de vida para o consumidor e para as empresas, resultante da elevação do preço dos produtos e da desvalorização da moeda.

Uma coisa que deve ser destacado sobre o Bitcoin é que ele tem uma taxa de inflação pré-programada, 3,74% ao ano e não pode mudar, ao contrário da inflação nos mercados tradicionais de moeda fiduciária.

Adoção em Massa

Ainda há um longo caminho para que o Bitcoin seja adotado em massa por cidadãos em todo o mundo. Mas as criptomoedas podem ser a saída para alguns países que buscam uma solução para seus problemas econômicos. O Irã por exemplo recentemente liberou a mineração de Bitcoin no país e tem visto na criptomoeda a solução para escapar das sanções econômicas impostas pelos Estados unidos

Algumas autoridades iranianas conversaram e discutiram as possibilidades de usar as criptomoedas para substituir os sistemas bancários internacionais tradicionais, como o SWIFT, e principalmente ignorar as sanções internacionais.

Quando o povo, assim como os países que veem nas criptomoedas a solução para se livrar de alguma sanção internacional, se voltarem para as criptomoedas vendo-as como a libertação de um governo tirano ou simplesmente das garras do Estado. Então as criptomoedas alcançaram o seu auge, o preço será apenas um detalhe, pois o que realmente vai importar é a tão sonhada “Liberdade”

Veja também: Electroneum escolhe Brasil para dar próximo passo rumo a popularização

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.