Bitcoin, alternativa contra a crise econômica na Argentina

0 Comentários

Diversos investidores tem encontrado na compra de  uma forma de proteger a sua riqueza e contornar a crise econômica argentina.

Investidores argentinos encontraram uma alternativa à crise econômica que o país tem vivido, e optaram pela compra de Bitcoin para manter a sua riqueza. Ao mesmo tempo em que isso tem ocorrido, o primeiro caixa eletrônico de Bitcoin foi instalado em um shopping de Buenos Aires, e o número de lojas que aceitam a criptomoeda continua a subir e conta com mais de 8.000 estações de pagamento pelo país.

Segurança durante crise econômica

Com a crescente desvalorização do peso argentino, a opção pela troca da moeda local por Bitcoin tem se  mostrado uma boa opção devido a estabilidade que a criptomoeda apresenta. A respeito disso, o economista e matemático D.H. Taylor escreve:

“Os argentinos estão movendo um grande número do peso para uma moeda mais estável, o Bitcoin. Os números que estão sendo testemunhados pelos mercados em Bitcoin estão surgindo da Argentina.”

Os economistas concordam que a desvalorização do peso argentino se deve a incerteza que os investidores tem com relação ao atual governo, se ele será capaz de controlar a inflação, que chega a mais de 34% ao ano, e conter o aumento das taxas de juros.

Leia também  A segunda estréia do Bitcoin no mercado de futuros pode atrair volume para esse mercado selvagem

Apesar dos esforços do Banco Central da Argentina para estabilizar o peso, nada mudou na economia. E, segundo Taylor, até mesmo o Banco Central tem estudado a possibilidade de diversificar os investimentos, e ter reservas em Bitcoin.

Rumo a esse objetivo, o Banco Central da Argentina já adotou medidas para facilitar a regulamentação dos caixas eletrônicos de Bitcoin no país. Na última semana, a Athena Bitcoin instalou o primeiro caixa eletrônico no país, que está localizado na capital Buenos Aires. De acordo com a empresa, serão instalados mais 12 caixas, que operarão com LitecoinEthereum Bitcoin Cash.

Fonte: bitcoinist.com