Binance amplia parceria para cartões de crédito e débito

2s Comentários

A Binance fez uma parceria com a Koinal, uma processadora de pagamentos sediada em Londres, para permitir pagamentos de crédito e débito ao comprar criptomoedas. A parceria foi anunciada pela companhia nesta quarta-feira.

Com essa parceria, os traders da plataforma podem depositar fiat através do gateway de autorização da Binance, que também cobrará “taxas mais baixas” pelos depósitos.

A Koinal cobra 2,5% por transação, com os ativos comprados levando em média de 5 a 20 minutos para chegar a uma carteira da Binance.

A integração adicionará suporte a moedas fiduciárias em mais de 175 países e permitirá que os traders depositem moedas locais com cartões de crédito e débito, além de transferências bancárias para comprar cinco criptomoedas.

As cinco moedas que estão disponíveis para a compra através do cartão são o Bitcoin, Bitcoin Cash, Ethereum, Litecoin e XRP.

Changpeng “CZ” Zhao, fundador e executivo-chefe da Binance, comentou sobre a parceria dizendo:

“A liberdade de converter facilmente entre moeda fiduciária e criptomoeda é a chave para tornar a criptomoeda ainda mais mainstream. À medida que a indústria de blockchain amadurece, há mais demanda para unir os dois mundos do que nunca.”

Na Binance, queremos oferecer aos usuários a maneira mais fácil de entrar e prosperar no espaço das criptomoedas. No nível da infraestrutura, continuaremos a construir gateways fiat para cripto em nosso esforço para aumentar a acessibilidade e a adoção dos ativos digitais.”

Como o processamento de pagamentos Koinal está sujeito às políticas bancárias locais, a solução não está disponível em uma ampla lista de países e regiões, observou a Binance.

Até o momento, a Koinal não suporta cartões bancários emitidos na China continental, Rússia, Estados Unidos, Vietnã, Bolívia, Colômbia, Equador, Argélia, Bangladesh, Indonésia, Jordânia, Quirguistão, Marrocos, Nepal, Arábia Saudita, Irã, Paquistão, Taiwan e Camboja.

Sendo assim, os usuários do Brasil poderão aproveitar dessa nova parceria e também das taxas mais baixas. Porém, fica ainda uma certa incerteza se essas taxas podem acabar tornando a compra menos viável para os usuários nacionais.

Sem contar que os cartões farão conversão para dólar ou euro, o que pode aumentar mais o valor das moedas por causa de impostos como o IOF.

A compra através do mercado P2P com referência ainda é uma opção mais viável e relativamente mais barata.

Veja também: Por que o Bitcoin caiu? Trump, Bakkt ou Baleias?

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.