Bancos tailandeses realizam transações transfronteiriças usando blockchain

0 Comentários

O Bank of Ayudhya PCL da Tailândia realizou com sucesso uma transação internacional com um banco em Cingapura usando uma blockchain, anunciou terça-feira.

O banco, também conhecido como Krungsri, disse que fez uma remessa internacional em tempo real em conjunto com o MUFG Bank, a Mitsubishi Corporation e o Standard Chartered Bank (Cingapura) usando o Krungsri Blockchain Interledger. Especificamente, o banco usou sua blockchain para facilitar uma transferência da conta da Mitsubishi Krungsri para sua conta Standard Chartered, de acordo com um comunicado de imprensa.

A utilização desta tecnologia no futuro permitirá à Mitsubishi, e presumivelmente outras empresas, “melhorar ainda mais a eficiência da gestão de liquidez e reduzir sua gestão de custos”, disse o banco.

O Krungsri Consumer Group e o diretor de inovação e banco digital, Thakorn Piyapan, disseram que o teste bem-sucedido ajudou o banco a ganhar a confiança da Mitsubishi, acrescentando:

“Concluída com sucesso em questão de segundos, a transação baseada em tecnologia ajuda a aumentar a liquidez financeira de suas subsidiárias para maior flexibilidade e eficiência.”

O banco já testou sua blockchain em um teste internacional em setembro de 2017, de acordo com o comunicado.

Leia também  BitOasis expande serviço de compra de Bitcoin com cartão de crédito para 5 novos países

O Bank of Ayudhya também está testando a blockchain xCurrent da Ripple para também transferir pagamentos entre Tailândia e Cingapura, conforme relatado anteriormente. Tal como acontece com a sua própria plataforma blockchain, o banco espera testar “pagamentos transfronteiriços de alta velocidade entre bancos independentes”.

No início desta semana, o Banco Masventas, na Argentina, também testou um pagamento transnacional – embora tenha usado especificamente bitcoin por meio da startup de criptografia Bitex para facilitar a transação.