Banco Mizuho conclui comércio Austrália-Japão com auxílio de Blockchain

O gigante bancário japonês Mizuho completou e revelou detalhes de uma transação de finanças comerciais entre a Austrália e o Japão em uma Blockchain.

Mizuho, ​​um dos três “megabancos” do Japão, completou um teste de blockchain em uma transação comercial envolvendo uma exportação de um carregamento de mercadorias do Japão para um importador australiano.

“Todos os processos relacionados, a partir da emissão da carta de crédito aos documentos comerciais foram concluídos inteiramente através de uma plataforma digital usando blockchain”, revelou o grupo em um documento PDF.

A transação também teve a participação da seguradora Sompo Japan Nipponkoa Insurance e da Marubeni Corporation, um conglomerado comercial japonês.

Ao tirar suas conclusões, a Mizuho sublinhou os benefícios e obstáculos de uma transação de finanças comerciais em Blockchain.

Leia também  Bitstamp torna-se a primeira Bolsa de Bitcoin Licenciada do Mundo e atua nos 28 países da União Européia
Vantagens

Os tempos reduzidos na entrega de documentos comerciais, de vários dias a relativamente apenas 2 horas, são uma vantagem significativa. Como é a redução nos custos, incluindo o trabalho devido à digitalização de documentos. A característica principal da tecnologia Blockchain de aumentar a transparência, oferecendo um negócio instantâneo em tempo real de uma transação para participantes, também é vista como um benefício.

Desvantagens (por enquanto)

Entre as desvantagens o obstáculo óbvio é de não poder transmitir informações comerciais para partes que ainda não adotaram ou começaram a usar a blockchain. Além disso, a Mizuho também citou a importância de introduzir padrões internacionais.

“Com base nesse projeto de transação comercial, a Mizuho pretende explorar ainda mais a aplicação comercial prática da blockchain / DLT e oferecer serviços tecnologicamente sofisticados e focados no cliente no futuro”, acrescentou o grupo bancário em resumo.

A Mizuho tem – como os homólogos bancários japoneses – as soluções de Blockchain estudadas no passado. Uma tentativa de três meses de transações de valores mobiliários sobre uma blockchain que concluiu em fevereiro de 2016 a Mizuho afirmar que era “praticamente impossível manipular o histórico de transações“, reduzindo o período de tempo para títulos transfronteiriços de “três dias para um período do mesmo dia”.

Leia também  Bitcoin e principais criptomoedas sofrem queda forte essa manhã

Mizuho, ​​notadamente o maior investidor de exchanges de bitcoin do Japão, a BitFlyer, concluiu testes de sua própria moeda digital no início deste ano. O grupo bancário se associou ao gigante da tecnologia IBM para desenvolver a moeda digital em meados de 2016. Em dezembro, o banco realizou uma experiência real de usar sua moeda digital para pagar um jantar em grupo em um restaurante.


Quer ficar antenado sobre Blockchain? Siga os nossos canais e receba atualizações todos os dias:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Linkedin: https://www.linkedin.com/company-beta/16221556

Via: Cryptocoinsnews
Tradução: Guia do Bitcoin

loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *