Banco Central Europeu quer criar “moeda digital” para “conter crescimento do Bitcoin”

0 Comentários

Enquanto os banqueiros centrais americanos ainda estão apenas monitorando os riscos que o bitcoin representa para o sistema bancário estabelecido, os banqueiros Europeus estão se preparando para tentar “competir” com a popular criptomoeda. Um membro do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE) pediu aos bancos comerciais que implementem novas soluções que, a seu ver “conterão o rápido crescimento do bitcoin” entre os usuários do cotidiano.

Banqueiros estão desesperados

“Os bancos precisam implementar pagamentos instantâneos o mais rápido possível e fornecer uma narrativa alternativa ao debate público em curso sobre a alegada inovação trazida por moedas digitais”, disse o diretor do BCE, Yves Mersch, a banqueiros em uma reunião em Roma.

Essa suposta alternativa ao bitcoin pode ser parte de um ataque em duas pontas contra a criptomoeda, pelo BCE, que é conhecido por estar buscando “restrições legais” contra seus usuários nas áreas sob a jurisdição do banco central.

O aumento explosivo dos preços deste ano e a adoção financeira geral do bitcoin são vistas pelos adeptos como um desafio direto para os bancos centrais.

Além dos possíveis efeitos monetários no futuro, o sucesso do bitcoin sinaliza o descontentamento das pessoas com o manejo de sua oferta monetária pelo FED, o BCE e suas instituições equivalentes em todo o mundo.

O que você acha da atitude do Banco Central da Europa? Comente abaixo.

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.