Banco Central dos Emirados Árabes: “Nós não estamos proibindo o Bitcoin e Criptomoedas”

O Banco Central dos Emirados Árabes Unidos (EAU) esclareceu declarações anteriores sobre a proibição de “moedas virtuais”, confirmando que as novas regras lançadas no mês passado não se aplicam ao bitcoin.

Conforme relatado pela imprensa na época, o banco central dos Emirados Árabes liberou um quadro de pagamentos digitais no dia 1º de janeiro. Esse documento de política incluía a estipulação de que “todas as moedas virtuais (e quaisquer transações das mesmas) são proibidas“, levando a questões sobre a definição de “moeda virtual” sobre a qual o banco central contava, bem como o escopo e natureza exatos da proibição ostensiva .

Novos comentários sugerem que, pelo menos por enquanto, o banco central não está tomando nenhuma ação sobre o bitcoin ou outras moedas digitais.

Leia também  Bitmain lança pool de mineração open-source e melhora estabilidade da rede Bitcoin

Em um comunicado divulgado ao serviço de notícias regional Gulf News, o governador do banco central, Mubarak Al Mansouri, disse:

“Estes regulamentos não abrangem a” moeda virtual “, que é definida como qualquer tipo de unidade digital utilizada como um meio de troca, conta de unidade ou uma forma de valor armazenado. Neste contexto, estes regulamentos não se aplicam ao bitcoin ou outras criptomoedas correntes, câmbios, ou tecnologia subjacente, como blockchain.”

Dito isto, o banco central indicou que o tema das moedas digitais continua a ser uma questão em aberto – e que poderia estar sujeita a novas regras no futuro.

“Esta área está atualmente sob revisão pelo Banco Central e novos regulamentos serão emitidos conforme apropriado”, Al Mansouri observou.

Como é de se esperar, aqueles que trabalham no ecossistema emergente da moeda digital da região elogiaram rapidamente a decisão.

Leia também  Um olhar mais atento para a DASH (Parte 1)

“Estamos otimistas sobre a direção que o Banco Central vem tomando recentemente para apoiar a inovação em fintech nos Emirados Árabes Unidos”, disse Ola Doudin, CEO do serviço de câmbio de Bitcoin dos Emirados Árabes, a BitOasis.

Via: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *