Banco Central da Hungria organiza força-tarefa contra esquema de pirâmide financeira OneCoin

O governo da Hungria colocou a OneCoin na sua mira, um esquema de “investimento” de moeda digital amplamente acreditado para ser fraudulento.

O Banco Magyar Nemzeti (MNB), o banco central do país, anunciou hoje que faz parte de uma vasta força-tarefa destinada a reprimir “certos elementos do suposto esquema piramidal“. O desenvolvimento representa um dos mais agressivos até à data contra o golpe alegado.

A OneCoin é um programa de investimento centrado em torno de uma suposta moeda digital através da qual os investidores são prometidos retornos enormes em suas compras. Os participantes são encorajados a encontrar outros investidores também, tirando a alegação de que OneCoin é pouco mais do que uma fraude.

Quem está envolvido: As seguintes agências ou instituições estão participando do grupo de trabalho OneCoin:

  • A MNB, por meio do Grupo de Trabalho de Vigilância de Mercado
  • O escritório principal da Polícia de Budapeste
  • O Bureau Nacional de Investigação
  • A Administração Nacional de Impostos e Alfândegas
  • O Ministério do Interior, a Procuradoria Geral da República, bem como o Ministério Público Municipal.
Leia também  Pela primeira vez, os volumes de negociação do Ethereum ultrapassam o do Bitcoin

Por que isso é grande: sinais recentes indicam que os órgãos reguladores, particularmente na Europa e na Ásia, estão começando a tomar medidas mais concretas contra a OneCoin.

As últimas semanas viram funcionários da Índia prender cerca de duas dúzias de pessoas conectadas ao esquema enquanto o principal regulador de finanças da Alemanha, o BaFin, proibiu-o efetivamente depois de fechar um processador de pagamento relacionado. Ambos os países retiraram fundos das contas dos promotores.

No entanto, o movimento húngaro é notável dada a grande variedade de agências envolvidas. A força-tarefa reúne policiais, promotores, fiscais financeiros e banqueiros centrais – tudo em nome de tomar “ação contra OneCoin“, para citar a libertação do MNB.

Via: Coindesk
Tradução: Guia do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *