Banco Central da China vai continuar inspecionando bolsas de Bitcoin no país

O banco central da planeja continuar examinando as  domésticas de .

Imagem: reprodução

O Banco Popular da China (PBoC) divulgou sua mais recente declaração detalhando como seria supervisionar a indústria de Bitcoin hoje, em um movimento que vem semanas depois que começou a divulgar reuniões com representantes da BTCC, Huobi e OKCoin.

O continuou dizendo que iria supervisionar o mercado mais de perto, e mais tarde encontrar falha com as políticas de câmbio sobre margem de negociação (embora não foram aplicadas penalidades).

De acordo com o PBoC, a ação continuará através de inspeções adicionais no local.

O banco central disse em uma declaração traduzida:

“De acordo com a inspecção inicial e os problemas encontrados, o grupo de decidiu continuar se concentrando em pagamento e liquidação, anti-lavagem de dinheiro, gestão de divisas, informações e segurança financeira e outros aspectos de um exame mais aprofundado.”

A declaração também incluiu uma advertência aos investidores, que o banco central disse que “deve prestar atenção às transações da plataforma de bitcoin, tais como conformidade legal, volatilidade do mercado, segurança financeira e outros riscos“.

Leia também  Banco Central de Portugal: "Bitcoin não é uma moeda e Fintechs só tem vantagens meramente tecnológicas"

A declaração do PBoC vem em meio a uma mudança radical no ecossistema de exchanges do país.

Seguindo a orientação do banco central, as três principais bolsas interromperam seus serviços de negociação alavancada, e esta semana lançaram novas taxas sobre negociação (0.2%).

No entanto, embora os preços tenham registado uma queda na volatilidade, o volume nessas bolsas diminuiu acentuadamente na sequência dos ajustamentos.

O trader Zhao Dong, que vive em Pequim, observou:

“A liquidez da Bitcoin na China agora é muito, muito mais fraca do que antes.”

Via: Coindesk
Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

loading...

BitInka anuncia expansão de aplicativo de pagamentos em Bitcoin para toda a América Latina

A Bitinka, uma plataforma que permite que usuários de 9 nações sul-americanas compram e vendam bitcoins, anunciou a incorporação significativa do Inkapay, aplicativo da Bitinka de pagamento baseado em bitcoin…

0 Comentários

Startup de pagamentos do Reino Unido com mais de 700 mil clientes integra Bitcoin

Uma startup de Fintech no Reino Unido está lançando um conjunto de serviços de criptomoedas após a conclusão de uma rodada de financiamento da série B de US$ 66 milhões….

0 Comentários