Austrália reafirma compromisso em reformular o problema da tributação do Bitcoin

O da está avançando na intenção de resolver o problema da “dupla tributação” das moedas digitais no país.

O governo prometeu há mais de um ano resolver o problema político, em que as empresas australianas são responsáveis ​​pelos impostos sobre bens e serviços (GST) sobre qualquer vendido, tributação também pra quem está comprando. É um ponto criticado há anos pela comunidade do país.

De acordo com declarações publicadas hoje, o governo está consultando seu grupo de consultores em fintechs sobre o assunto.

Um documento divulgado pelo Ministro das Pequenas Empresas Michael McCormack, explicou:

“Qualquer mudança no tratamento da GST sobre as moedas digitais estará sujeita a um acordo formal.”

 

Quanto a quando essas mudanças podem entrar em vigor, o governo não estabeleceu um prazo.

Leia também  Em parceria com IBM, banco de Tóquio utilizará blockchain para gerenciar contratos

No documento, o governo também reiterou seu apoio ao espaço monetário digital da Austrália, declarando que seus planos para regular as sob os estatutos existentes da AML/KYC ajudará a promover o desenvolvimento no setor.

“O governo está empenhado em facilitar a inovação e o crescimento no setor de moeda digital e considera que um regulamento apropriado para o combate a lavagem de dinheiro e o terrorismo (AML/CTF) ajudará nesse desenvolvimento”.

O país tem visto o crescimento de desenvolvimentos de aplicações  desde o ano passado, incluindo uma oferta pela Australian Securities (ASX) para explorar a (em parceria com a Digital Star Asset Holdings) para uso como uma possível substituição a seus Sistemas de liquidação existentes.

A ASX disse essa semana aos investidores  que o projeto está “no caminho certo”, e pretende tomar uma decisão sobre adoção para uso em larga escala no final deste ano.

Leia também  Banco Nacional de Abu Dhabi anuncia inclusão da cadeia Blockchain da Ripple

Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *