“As blockchains devem ser centralizadas para funcionar”, diz órgão regulador da China

0 Comentários

Um funcionário de uma das principais agências de regulamentação financeira da China disse que acredita que a função da blockchain funciona de forma mais eficaz quando são construídos em um sistema centralizado.

Zhang Ye, diretor do centro de informações da Comissão de Regulamentação de Valores Mobiliários (CSRC), disse no domingo que o governo deveria dedicar “grande atenção” ao desenvolvimento da tecnologia da Blockchain.

No entanto, Zhang – que fez esses comentários na conferência “Two Sessions” em Pequim durante uma entrevista com a mídia estadual Securities Times – temperou seu entusiasmo por esta tecnologia incipiente, afirmando que mais pesquisas precisam ser dedicadas à construção de uma cadeia de blocos descentralizada no topo de uma base centralizada.

“De um ponto de vista técnico, a descentralização absoluta da Blockchain não é válida porque a própria Blockchain é um software e o software deve ser centralizado”, disse ele, de acordo com uma tradução aproximada. “Portanto, construir um sistema descentralizado baseado em uma estrutura centralizada precisa de mais estudos”.

O funcionário regulador reconheceu que alguns aplicativos de Blockchain podem exigir descentralização, mas ele disse que esses cenários deveriam ser limitados e não detalhava sobre quais aplicativos deveriam e não deveriam ser centralizados.

“É certo que alguns cenários de aplicativos precisam ser descentralizados, mas se todos os cenários precisam ser descentralizados requer uma consideração cuidadosa”, disse ele.

Os comentários de Zhang são as últimas evidências de que a China está lidando com a forma como pode colher os benefícios da tecnologia blockchain, mantendo o controle completo da infraestrutura subjacente do sistema.

No mês passado, o People’s Daily – um meio de comunicação patrocinado pelo estado – publicou um artigo que elogia a tecnologia blockchain, mesmo quando o governo tomou medidas para eliminar o pouco volume que resta no setor comercial das criptomoedas.

Governo chinês pode abrir sua “própria exchange”

Notavelmente, embora um oficial de alto escalão também tenha solicitado ao governo que estabeleça uma plataforma de negociação de ativos digital controlada pelo Estado, provocando especulações de que o governo poderia aliviar as proibições de negociação de criptomoedas, desde que os mercados sejam diretamente controlados pelo governo, o que de encontro a toda ideia original do Bitcoin: sem governos por trás.

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.