Argentina lidera ranking de países com maior potencial em aceitar Bitcoins

A Argentina tem o maior potencial para a adoção de Bitcoins no mundo.

argentina-aceita-bitcoins

De acordo com o Índice de Potencial de Mercado Bitcoin (BMPI), a Argentina encabeça a lista dos dez países com o maior potencial relativo para adoção Bitcoin seguido por Venezuela, Zimbabwe e os Estados Unidos. China ocupa apenas o 27º lugar neste levantamento realizado pela London School of Economics.

Índice para os investidores

A pesquisa é a primeira tentativa de montagem de um novo conjunto de dados para classificar o potencial doBitcoin em todos os  178 países. Na verdade, a pesquisa confirmou que não houveram grandes mudanças desde o primeiro ranking lançado em 2014.

O historiador econômico da Universidade de Cambridge e da London School of Economics, fundador da MacroDigestGarrick Hileman, resumiu os resultados da pesquisa para a Cointelegraph:

“… Supondo que foram usados os mesmos critérios de classificação, para a grande maioria dos países, o quadro é provavelmente ainda em grande parte parecido com o de dois anos atrás, com algumas exceções.”

De acordo com Hileman, o índice foi criado para os empresários e investidores que planejam localizar ou expandir suas operações, de modo a compreender melhor quais mercados podem revelarem-se mais férteis para a adoção Bitcoin.

Leia também  Pela primeira vez, os volumes de negociação do Ethereum ultrapassam o do Bitcoin

O avanço tecnológico e o Bitcoin

Bitcoin é fundamentalmente uma tecnologia e o nível de adoção de tecnologia em um país, tais como a utilização da Internet e penetração de dispositivos móveis terão uma influência importante sobre a adoção bitcoin. Além disso, as perspectivas de adoção de bitcoins são reforçadas por efeitos de rede associados a maior exposição e à consciência do bitcoin. Os países com maior capital de risco aplicado em startups de Bitcoin, que possuem mais downloads do software bitcoin e que possuem mais buscas sobre o tema no google receberam classificação mais elevada na BMPI.

Os desenvolvimentos recentes mostram que a Nigéria e Zimbabwe, que estavam entre os 10 países com maior potencial relativo para adoção Bitcoin no índice , teve situações econômicas que são apropriadas para o uso de Bitcoin.

Leia também  Mais fundos de Hedge estão investindo em Bitcoin sem alarde

A África Subsaariana  ainda parece uma região muito fértil para a adoção Bitcoin, seguida pela América Latina e os ex-Estados soviéticos, como previsto pelo BMPI.

Novas variáveis necessárias

O relatório 2014 observou que, embora a regulação do Bitcoin poderia desempenhar um importante e decisivo papel na sua adopção, em alguns casos, devido a dados incompletos e incerteza sobre seu impacto final, foi excluída como uma variável do índice.

Gileman diz que sua opinião sobre o que deve ser medido mudou nos últimos dois anos, e por isso é apropriado para adicionar novas variáveis ao classificar os países.

As três razões para a exclusão de regulação Bitcoin do BMPI são: regulação Bitcoin ser um assunto recente e ainda em evolução; não ficou claro o que a sua regulamentação iria realmente sinalizar; e a incerteza em torno da eficácia da regulação bitcoin.

Leia também  Depois de "terça sangrenta", Bitcoin e criptomoedas mostram sinal de recuperação

A Ripio fez um trabalho na argentina onde vários negócios passaram a vender Bitcoins em seus próprios estabelecimentos, através da sua própria marca chamada BitPagos.

Fonte: Cointelegraph

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *