Apresentando o Projeto Divi, a Primeira Criptomoeda Fácil de Usar

0 Comentários

O , uma nova criptomoeda, apareceu em grandes notícias após sair do anonimato e começar a promover sua , programado para 27 de Outubro. Uma criptomoeda de “Quarta Geração”, ela oferece uma nova solução para o desafio mais lucrativo do mundo cripto: adoção em massa por pessoas comuns. Buscando um prêmio de $10 Trilhões, O Projeto Divi espera ser a primeira a levar para o mercado uma moeda digital para pessoas comuns. Sua ambição a tornou uma das criptomoedas mais comentadas em pouco tempo, sendo mencionada na Inc, Entrepreneur, Hackernoon, TheNextWeb, e Forbes nas últimas duas semanas.

A equipe Divi consiste de pessoas como o ex-Diretor Chefe de Soluções da , Tim Sanders que é um especialista em processos de vendas e nova mídia. Existem diversos facilitadores como Toni Lane Casserly, ex-CEO do , a força por trás do Movimento Nação Blockchain, considerada a “Joana d’Arc da Blockchain”. O famoso futurista Ramez Naam, ganhador do prêmio Phillip K Dick de melhor livro de ficção científica no ano passado, também está a bordo. De acordo com Naam, “Divi é o futuro. É simples o suficiente para todos. É o momento Netscape, iPhone ou Tesla das criptomoedas”. Tem uma das maiores publicitárias de Nova York, Heidi Krupp, que planeja a certeza de que a Divi se torne um nome tão comum de se ouvir quanto Bitcoin.

“Durante os últimos cinco anos,” diz Sanders, “estive observando a cena das criptomoedas, procurando pela melhor oportunidade para ajudar uma equipe a mudar o mundo. Divi é essa oportunidade. Nossa equipe vai tornar as moedas digitais mais fáceis de comprar, usar e transferir para investidores convencionais (como eu). Desde soluções de “one click” até sua proposta de masternode, essa equipe entende o que vai ser preciso para levar essa indústria além do ponto de ruptura.”

O projeto divi está atualmente criando uma nova blockchain que permite novos tipos de transação, planejando aquecer o que atualmente é um processo frio e espinhoso. O co-fundador, físico e empreendedor Geoff McCabe disse, “Incluindo nomes, e-mails, fotos, logotipos, e outros dados de identificação conectados com cada endereço de conta, somos capazes de adicionar um elemento de socialização e segurança para reduzir erros de uso e assim remover o medo de cometer erros ou perder seu dinheiro.” Ele diz que o objetivo é tornar o processo tão fácil de usar quanto o PayPal, mais seguro que uma conta bancária, e usuários Divi estarão ganhando dinheiro com suas moedas ao invés de pagar um banco para mantê-las.

Liderando o desafio da empresa de criar a carteira de criptomoedas mais fácil de usar do mundo está Michael Greenwood, que era um líder de equipe na em diversos projetos antes de eventualmente criar sua própria empresa de design freelance. Greenwood diz, “O objetivo é não apenas uma ótima UX (experiência de usuário), mas participar e vencer prêmios.”

Para imprensa e requisições de mídia:

Leia também  Banco Central de Singapura esclarece regulamentos de ICO

Darren Lisiten

[email protected]

kruppkommunications.com

+(212) 886-6700

 

Entre em contato com O Projeto Divi:

Geoffrey McCabe

[email protected]

+(506) 8844-4726

Guia do Bitcoin

É importante se manter informado todos os dias, siga nossos canais oficiais:

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Atenção: O Guia do Bitcoin não endossa e não é responsável por qualquer conteúdo, precisão, qualidade, publicidade, produtos ou outros materiais presentes nesta página. Os leitores devem fazer sua própria pesquisa antes de tomar quaisquer ações relacionadas à empresa. O Guia do Bitcoin não se responsabiliza, direta ou indiretamente, por quaisquer danos ou perdas causados por ou relacionados com a utilização ou dependência de quaisquer conteúdos, bens ou serviços mencionados nessa postagem.

 

Leia também  Mastercard e a opressão reguladora: Agora é a vez do Forex, CFDs e Opções Binárias