Apple não criará sua própria criptomoeda, saiba porque

0 Comentários

smartphone apple iphone

Tim Cook, o CEO de uma das maiores empresas do ramo de tecnologia, a Apple, compartilhou sua opinição sobre empresas de tecnologia que lançam suas próprias moedas digitais para uso público. Ele não apoia organizações privadas que querem criar uma moeda digital, ele defende que o “controle do dinheiro” pertence ao governo.

Controle estatal 

Segundo Cook, o dinheiro e a defesa de um país devem ser controlados pelo governo e não devem estar sob o controle de entidades privadas.

“Não me sinto à vontade com a ideia de que um grupo privado crie uma moeda pra competir com o dinheiro comum. Uma empresa privada não precisa buscar poder dessa maneira”

Ele também falou sobre o papel dos governos e empresas privadas

“Está no coração da missão deles. Elegemos nossos representantes para assumir responsabilidades do governo. As empresas não são eleitas, não precisam fazer isso ”, acrescentou.

Apple e criptomoedas

Jennifer Bailey, vice-presidente da Apple Pay, recentemente em uma entrevista para a CNN declarou que a Apple está “acompanhando as criptomoedas”.

 “Achamos interessante. Achamos que tem um potencial interessante a longo prazo ”, disse ela.

Embora essa declaração fez a comunidade acreditar que a Apple possa estar interessada em oferecer apoio a alguma criptomoeda, infelizmente a empresa não deu nenhum passo nessa direção. O mais recente iPhone 11 da empresa não oferece suporte para criptomoedas, embora a empresa rival a Samsung tenha lançado um telefone com uma carteira que oferece a possibilidade de guardar cerca de 33 criptomoedas.

Vale lembrar que no lançamento do Apple Card, a empresa deixou bem claro que o cartão não suporta funções como a compra de Bitcoins e outras criptomoedas.

Com as recentes declarações de Tim Cook, a probabilidade da Apple se aventurar no mercado de criptomoedas diminui ainda mais.

Russo vira gay e processa a apple

Um russo,alega que passou a se envolver em relacionamentos com outros homens neste ano, depois de receber 69 GayCoins em seu iPhone em 2017.

Quem enviou as Gaycoins para o russo, que era um completo desconhecido, também escreveu uma mensagem em vários idiomas, que diziam “não julgue sem tentar”. E então ele tentou

“Pensei: de fato, como posso julgar algo sem tentar? E decidi tentar relacionamentos com pessoas do mesmo sexo que eu”, escreveu Razumilov em uma denúncia publicada pela rádio Govorit Moskva na quarta-feira (2).

“Depois de dois meses, posso dizer que estou me relacionando com alguém do mesmo sexo e não posso sair”, disse dele. “Hoje eu tenho um namorado e não sei como explicar isso para meus pais. Depois de receber a mensagem acima mencionada, minha vida mudou para pior e nunca mais voltará ao normal”.

Razumilov procurou a justiça para impor a Apple a culpa pelo seu homosexualismo e a acusou de “ manipular em direção à homossexualidade”, algo que lhe causou “sofrimento moral e danos a saúde mental”.

Clique aqui para ler: 10 maneiras grátis de ganhar Bitcoin em 2019

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin! Se inscreva em nossas redes sociais:

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.