Advogado diz que $2 bilhões da Mt.Gox podem ser recuperados

0 Comentários

A Mt.Gox foi um dos casos mais desastrosos da história do Bitcoin. Até hoje vários usuários brigam bastante para tentar recuperar seu dinheiro e criptomoedas perdidas. Porém, agora uma firma de advocacia da Rússia parece ter uma solução parcial.

As informações são do site CoinDesk.

De acordo com os credores do Mt.Gox, a ZP Legal entrou em contato com eles no início deste ano, oferecendo uma oportunidade de recuperar quase um quarto dos 850.000 Bitcoins perdidos no hack da exchange em 2014.

(As moedas valiam mais de US$450 milhões no momento do roubo e cerca de US$8,5 bilhões hoje.)

A ZP Legal estimou que 170.000 a 200.000 dessas moedas, podem ser recuperadas através de ações legais contra cidadãos russos que receberam o dinheiro roubado.

Em troca de sua assistência, o escritório de advocacia cobrará dos credores de 50% a 75% da quantia recuperada, bem como honorários. No entanto, a ZP Legal afirma que só exigirá pagamentos em caso de uma recuperação bem-sucedida.

Alexander Zheleznikov, sócio-gerente da ZP Legal (ZP significa Zheleznikov and Partners), disse acreditar que parte do dinheiro roubado de Mt.Gox pode ter acabado em outra exchange de criptomoedas já extinta, a BTC-e.

De fato, essa alegação foi investigada pelo ex-usuário do Mt.Gox Kim Nilsson e alegada em uma ordem do Tribunal Distrital dos EUA do Distrito Norte da Califórnia.

Após essa ordem, o suposto operador do BTC-e, o russo Alexander Vinnik, foi preso em julho de 2017 na Grécia e agora está enfrentando extradição para os EUA, Rússia ou França para enfrentar julgamento por acusações de lavagem de dinheiro.

Zheleznikov acredita que o processo criminal contra Vinnik, que as autoridades russas também estão investigando, poderá ser acelerado se os credores do Mt.Gox se apresentarem como vítimas e ajudarem a polícia a estabelecer uma conexão entre o hack da Mt.Gox, o BTC-e o sucessor do BTC-e, a WEX, também falida.

“Nosso plano é representar os credores do Mt.Gox e ajudá-los a se reportar às autoridades russas para que os investigadores possam estabelecer a conexão entre os fundos roubados do Mt Gox, as operações do BTC-e e WEX, usando o caso de Vinnik”, Zheleznikov disse. Ele acrescentou:

“Queremos deixar claro que ainda não sabemos as identidades de todas as pessoas. Temos fortes razões para acreditar que suas identidades serão reveladas pela investigação policial, reunindo as informações existentes, mas esperamos que, assim que o caso criminal se inicie, eles avancem rapidamente e se entreguem para compensar as vítimas. ”

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.