A Coinbase contrata a terceira mulher como executiva nível-C neste ano

0 Comentários

Raquel Horowitz, ex-diretora de comunicações do twitter e do facebook, está se juntando ao time da .

Raquel Horowitz se tornou oficialmente a última de uma série de contratações de alto nível da Coinbase nos últimos meses. Horowitz, que está se juntando ao time como nova vice-presidente de comunicações, também serviu como diretora de tecnologias de comunicação no facebook e no twitter.

“A Coinbase está atualmente experimentando um período de grande crescimento”, diz a postagem que anunciou a contratação de Horowitz. A empresa recentemente adicionou vários executivos de nível-C, incluindo o ex-chefe de finanças da exchange de ações de Nova Iorque, Eric Scro, no começ de março de 2018. Alguns dias antes de Scro, a firma contratou Emilie Choi, ex-vice presidente de desenvolvimento corporativo da Linkedin como sua nova presidente de desenvolvimento corporativo e de negócios.

Leia também  Cresce interesse em ativos Blockchain: clientes de grandes empresas financeiras perguntam sobre criptomoedas e ICO's

Raquel afirmou no Twitter que estava “além de pilhada para se unir ao time todo da Coinbase. Empresa e oportunidade incríveis”.

Várias semanas antes da contratação de Choi, a Coinbase trouxe a ex-executiva do twitter Tina Bhatnagar para ser sua nova vice-presidente de operações e tecnologia.

Como uma das maiores e mais populares exchanges nos Estados Unidos, a Coinbase parece ter levado a sério seu papel como líder dessa indústria, especialmente no contexto de mudanças regulatórias naquele país. A Coinbase é a única exchange de garantida pela FDIC.

Uma postagem de um blog da empresa de agosto de 2016 diz que “se queremos uma forma conveniente das pessoas moverem grandes quantidades de dinheiro em moeda digital, precisamos de empresas de moedas digitais que abracem e excedam em conformidade (compliance)”.

Leia também  Grande investidor "Hedge Fund" tem 50% de seu investimento em bitcoin

A adição de Horowitz, Bhatnagar e Choi ao time da Coinbase representa também uma nova forma de liderança. A empresa parece estar fazendo um esforço ativo contra a cultura exclusivista que mantém fora das posições mais altas no mundo da tecnologia por muito tempo.

Jessica Verrili disse no twitter: “essa é um papel incrivelmente importante a fim de que se conta a história mais ampla das criptomoedas, somando à empresa, e Raquel será fantástica.

No New York Times houve uma reportagem intitulada “reação das mulheres nas criptomoedas em relação aos ‘irmãos da ”, onde a fundadora da “future perfect ventures”, Jalak Jobanputra disse que “os primeiros dias são aqueles que definem a cultura de uma indústria e quem se envolve tomando as decisões”. A participação das mulheres na indústria da é bastante baixa – o mesmo relatório diz que alguns estudos estimaram que “as mulheres somam para apenas 4-6 por cento dos investidores em ”.

Leia também  Ministro Russo diz: "Não faz sentido proibir a utilização das criptomoedas"

Mulheres, considerem as criptomoedas, de outra forma os homens ficarão com toda a riqueza de novo.

Podemos apenas esperar que outros participantes na indústria coloquem em prática esforços ativos para fazer mudanças conscientes que eliminem práticas de contratação no mundo da blockchain que já contaminou a indústria da tecnologia desde o seu princípio.

(

Fonte: financemagnates.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: https://guiadobitcoin.com.br/feed/