A carteira de criptomoedas blockchain contrata executiva top da Goldman Sachs para ajudar a atrair clientes institucionais

0 Comentários

A “blockchain”, um serviço de carteiras para criptomoedas, contratou uma ex-funcionária do Goldman Sachs para ajudar a atrair clientes institucionais.

Breanne Madigan se juntou à empresa esse mês, conforme anúncio feito nessa terça.

Ela servirá como chefe do departamento de vendas e estratégia. Madigan mais recentemente servia como chefe do departamento de serviços do Goldman Sachs, uma divisão cujo total de ativos atingiu 1.49 trilhão de dólares em 2017, de acordo com informações prestadas pela própria blockchain.

Madigan estava no Goldman Sachs desde 2003 em atividades que incluíram a chefia de operações para os negócios da exchange estrangeira G10.

A contratação de Madigan sinaliza a intenção da blockchain em ir atrás de clientes institucionais, um mercado que é visto como potencialmente lucrativo. Até aqui, investidores institucionais ainda não aderiram em massa às criptomoedas como muitos vêm antecipando em função da abertura de mercados futuros que ocorreu em 2017.

Muitos investidores ainda veem as criptomoedas como muito arriscadas dadas as flutuações no preço. O bitcoin, por exemplo, atingiu valor recorde de 19 mil dólares em dezembro, mas está sendo atualmente negociado a pouco mais do que 8 mil dólares, de acordo com a CoinDesk, um site que traça o preço de várias moedas digitais.

Analistas tem dito que 2018 pode ser o ano em que as instituições começarão a se envolver nesse espaço. Ari Paul, um ex analista de portfólio na universidade de Chicago e atual CIO de investimentos em criptomoedas da empresa Black Tower Capital disse que ele tem falado com vários fundos de pensão que estão no limite de decidirem se investirão em criptomoedas.

Eu creio que isso é inevitável a partir de vários pontos de vistas”, disse Paul à CNBC em uma entrevista recente. “Mesmo que não se creia na classe do ativo, há quem seja esperto o suficiente para reconhecer uma oportunidade única”.

A blockchain vê uma oportunidade e está tentando atrair instituições ao mercado ao contratar Madigan.

“Breanne provou por sua trajetória que ela acrescenta valor ao seu time e aos seus clientes e a blockchain continua a fazer crescer sua presença institucional. Não consigo pensar em ninguém melhor para ocupar essa posição para escalar nosso negócio”, disse Peter Smith, CEO da blockchain, nessa terça.

A blockchain tem 24 milhões de carteiras abertas em sua plataforma. A companhia lançou um serviço nos estados Unidos para comprar e vender moedas digitais, competindo contra empresas como a Coinbase.

(Arjun Kharpal)

Fonte: cnbc.com/

Guia do Bitcoin

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin!
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Escreva um comentário

Investir é especulativo. Ao investir seu capital está em risco. Este site não se destina a uso em jurisdições em que a negociação ou os investimentos descritos são proibidos e só devem ser usados por essas pessoas e de maneiras que sejam legalmente permitidas. Seu investimento pode não se qualificar para a proteção do investidor em seu país ou estado de residência, portanto, conduza sua própria devida diligência. Este site é gratuito para você usar, mas podemos receber comissões das empresas que apresentamos neste site. Clique aqui para obter mais informações.