450 bitcoins foram roubados de um empresário que foi sequestrado e sofreu extorsão

Segundo o jornal turco Habertürk, a policia recentemente conseguiu desarticular uma quadrilha de cinco extorsionistas em Merter, um subúrbio a oeste de Istambul, uma das maiores cidades do país, tornando-se a primeira vez que a polícia realizou uma operação em um crime relacionado com Bitcoin na Turquia. Os criminosos, de acordo com relatórios, conseguiram roubar 450 Bitcoins, no valor de cerca de US$ 3,54 milhões, de um empresário no início desta semana.

O grupo seguiu o o empresário e parou o seu carro se apresentando como policial, antes de sequestra-lo e extorqui-lo por suas moedas e senhas de conta bancária on-line, enquanto o segurava sob ameaça dentro de uma van. O sequestro durou cerca de 8 horas antes até a vítima ser liberada pelos indivíduos.

Após o incidente, o empresário contactou a polícia e apresentou uma queixa criminal. A polícia começou a investigar o caso e, como a gangue era presumivelmente descuidada em cobrir suas identidades, a polícia conseguiu identificar rapidamente seus membros.

Leia também  Bitcoin invade o mercado financeiro brasileiro

Depois de identificar os responsáveis ​​pelo crime, as autoridades lançaram uma operação de vigilância, na qual eles conseguiram conhecer o paradeiro do quinteto e filmar seus membros enquanto seguiam suas vidas diárias. Além disso, os funcionários  seguiram a trilha dos fundos roubados na Blockchain, e não está claro se foram ou não recuperados.

As operações da polícia foram bem-sucedidas, já que a gangue foi pego em flagrante, pois estava se preparando para sequestrar uma segunda vítima para extorquir. Uma investigação também descobriu que os suspeitos roubaram “dispositivos de mineração Bitcoin” de outras pessoas no distrito de Esenler.

Relatos sugerem ainda que um dos líderes da quadrilha foi condenado por extorsão e sentenciado a 30 anos de prisão, enquanto outro suspeito encarcerado por extorsão aparentemente conseguiu fugir, de acordo com o Daily Sabah.

Leia também  CEO da Bitpesa: "Empresas de remessa que utilizam Bitcoin reduziram seus custos em 75%"

Não se exponha na internet

Aparentemente, a quadrilha decidiu atacar o empresário rico depois de ver imagens em que ele mostrou um estilo de vida extravagante, incluindo refeições em restaurantes luxuosos, nas mídias sociais.

Como todos os usuários da criptomoedas devem saber agora, mostrar sua riqueza nunca é uma boa ideia, pois é claramente um risco de segurança. Os criminosos estão sempre procurando uma maneira de ganhar dinheiro, quer isso seja roubar o dinheiro de alguém, ou no caso o Bitcoin.

Um caso similar aconteceu no Brasil, quando a mulher de um CEO de uma exchange foi feita de refém em um cativeiro, e os bandidos exigiram o pagamento em criptomoedas anônimas como o Zcash e Monero.

Fonte: Cryptocoinsnews.com
Tradução: Guia do Bitcoin

Leia também  Scam? Exchange BitGrail bloqueia fundos de usuários e Polêmica RaiBlocks despenca 20%

Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin:

[jetpack_subscription_form title=”Bitcoins no seu e-mail” subscribe_text=”Digite o seu e-mail” subscribe_button=”Quero receber” show_subscribers_total=”1″]

Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

loading...

SurBTC lança exchange para negociações de Ethereum e Bitcoin no Perú

A exchange Surbtc latino-americana, lançou serviços de negociações Ethereum e Bitcoin para os peruanos de criptografia. A Surbtc agora fornece serviços de troca de criptografia para os mercados de moeda virtual…

0 Comentários

Opinião: MCash – Resposta a Jonhnes Carvalho (Minerworld)

Recentemente, o Guia do Bitcoin denunciou um scam em potencial envolvendo a suposta moeda digital MCash. Parece que Jonhnes Carvalho, um dos responsáveis pela Minerworld, ficou bastante incomodado com nossa…

0 Comentários
Vai ficar de fora?
Para manter-se atualizado sobre novidades, ofertas e dicas, informe-nos que você gostaria de receber atualizações por e-mail inserindo seu endereço de e-mail e clicando para se inscrever. Como usamos as suas informações?​

INSCREVER
close-link