4 fatores que explicam a alta de 3000% da Ethereum em 2017

A primavera continua. Começou o ano de 2017 com o preço de US$ 8,52 e atualmente a  alcançou seu recorde máximo histórico de preço esta semana, superando US$ 269,36 por unidade. O preço aumentou em mais de 3.000% desde janeiro de 2017.

Esta semana, a Ethereum foi negociada em um máximo de US$ 269,36, de acordo com dados da WorldCoinIndex. Estabilizou-se ligeiramente abaixo desse preço desde 6 de junho. A imagem abaixo traça seu crescimento de 3.000% desde o início de 2017.

Gráfico de preços da ETH

Muitos fatores levaram a esse preço recorde, são eles: EEA, , Coréia do Sul e Rússia.

Quatro principais fatores que explicam o Rali de 3.000 por cento do Ethereum em 2017

A criação da Enterprise Ethereum Alliance (EEA)

Em março de 2017, as Blockchain, laboratórios de pesquisa e empresas globais anunciaram a criação da Enterprise Ethereum Alliance (EEA). O objetivo desta aliança é desenvolver coletivamente os padrões da indústria e incentivar a colaboração entre seus vários membros.

O EEA agora conta com centenas de membros, entre os quais a Microsoft, Intel, JP Morgan, Deloitte, Accenture, ING, ConsenSys e o Toyota Research Institute. A aliança está buscando trabalhar em projetos comuns e contribuir para o futuro do Ethereum, enfocando sua escalabilidade, privacidade e confidencialidade.

Leia também  Exchanges de Bitcoin do Japão serão monitoradas por agência reguladora a partir de outubro

Julio Faura, presidente do EEA, diz:

“O entusiasmo em torno do EEA é notável. Nossos novos membros vêm de diferentes indústrias, como farmacêutica, bancária, automotiva, consultoria de gerenciamento e hardware, bem como a comunidade Startup que impulsiona a inovação. É ótimo ver todos se unirem e construir a próxima geração de nossa nas soluções Ethereum blockchain”.

Tal iniciativa, sem dúvida, dá legitimidade à Ethereum e desempenha um papel importante na comunidade.

O boom das ICOs

As ofertas iniciais de moedas (ICOs) são uma nova maneira para as startups Blockchain levantar milhões de dólares em períodos curtos de tempo, vendendo tokens personalizados. Este tipo de oferta floresceu sem nenhuma regulamentação, e talvez seja exatamente o que a tornou tão atraente.

Smith + Crown é uma empresa de consultoria Blockchain que rastreia ICOs e suas conquistas. De acordo com a empresa, as ICOs arrecadaram US$ 101 milhões em 2016. Desde o início de 2017, o montante total arrecadado passou dos US$ 300 milhões, o que representa um aumento de quase 200% em menos de seis meses.

Leia também  VISA investirá em fintechs no Brasil, levando Startups até o Vale do Silício

Muitas das iniciativas recentes neste campo são baseadas na Blockchain Ethereum devido às suas capacidades de contratos inteligentes e, portanto, as ICO usam tokens Ether e, portanto, contribuem para aumentar o preço unitário da ETH.

Coréia do Sul e uma potência Ethereum

As três maiores exchanges de câmbio digital da Coréia do Sul integraram o Ether, tornando-se o maior de câmbio Ethereum com um volume de negociação diário de US$ 335 milhões. Desde então, e ao longo dos últimos meses, o país representou cerca de 38% do volume total de negociação da Ethereum.

O súbito interesse em ETH da Coréia do Sul é tão forte que o par ETH / KRW processa mais trades do que o par ETH / BTC, que costumava representar mais de 50% de todas as negociações Ethereum.

Leia também  Bitcoin chama a atenção do Banco Central da Tânzania

O encontro entre Vladimir e Vitalik Buterin

Apesar de não terem sido revelados muitos detalhes, sabemos que o presidente Vladimir Putin está pronto para apoiar o desenvolvimento da tecnologia Blockchain.

Este interesse foi ainda confirmado ao se referir a esta reunião no site do Kremlin e através do seu Secretário de Imprensa.

Estes são os quatro fatores principais que levaram o preço da Ethereum ao seu máximo histórico neste ano. O que virá depois? E você já comprou ETH hoje? Deixe seu comentário abaixo.

Fonte: cointelegraph.com

Adaptação/Tradução: Guia do Bitcoin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *