4 coisas que podem fazer o Bitcoin chegar aos $7.000 e continuar subindo

Aqueles com a memória mais curta lembrarão que o preço do Bitcoin quase quebrou a marca de US$ 5.000 no início de setembro, antes que uma grande queda coincidiu com o ataque de Jamie Dimon e a China proibindo as ICOs.

Agora, no entanto, a moeda virtual se recuperou e está bem pairando em torno de US$ 4.800 no momento da escrita. Ainda existem alguns fatores que estão impulsionando os seus preços, e algumas razões pelas quais US$ 6.000 e 7.000 estão mais próximos do que nunca:

1 – O retorno da China ao mercado

Não há dúvida de que a abordagem da China, e o ataque de Jamie Dimon, causaram uma tempestade perfeita para a queda do Bitcoin. Era a união dos dois grandes inimigos das criptomoedas – dinheiro e reguladores institucionalizados – que estavam na verdade, morrendo de medo.

No entanto, esses ataques vieram e agora já passaram, e o Bitcoin não mudou, já que há um retorno de um buzz. O que realmente irá catalisar será uma reviravolta da proibição da China – algo que é possível com uma próxima eleição do Partido Comunista – ou talvez uma mudança no coração de Jamie Dimon.

Leia também  Análise da semana: Bitcoin, Bitcoin Cash e Ethereum

2 – Crise financeira global

O Bitcoin já mostrou como se enfrenta um desastre global iminente quando o mercado global caiu quase 1% à medida que a tensão entre os EUA e a Coréia do Norte aumentou.

“O Bitcoin é um refúgio seguro que não é afetado pelos fatores normais do mercado e, à medida que esses fatores continuam crescendo, pode haver uma tendência maior para as moedas digitais”.

Internamente, países como o Zimbábue e a Venezuela estão protegendo suas apostas em Bitcoin enquanto seus mercados se desmoronam ao redor deles.

3 – Selo de aprovação de Wall Street

Embora exista uma grande linha divisória sobre as lealdades de banqueiros e instituições de Wall Street, muitos mais estão chegando ao lado da moeda digital, deixando Dimon e Jordan Belfort encalhados.

Leia também  Kim Dotcom lança prévia do Bitcache para Youtubers: fãs poderão pagar canais com Bitcoin

Foi a chegada de investidores institucionalizados após a divisão do 1 de agosto que viu Bitcoin subir em outro rali, e outro grande impulso de endosso desses investidores confiáveis ​​poderia ser um ponto de inflexão.

4 – Mais fork = mais “dinheiro grátis”

No final de outubro, há um outro fork chegando ao Bitcoin, chamado de “Bitcoin Gold”, no entanto, o termo “fork” é usado bastante levemente nesta instância.

“Não é bem uma divisão de blockchains. Todo mundo que possui Bitcoin também terá o Bitcoin Gold uma vez que a rede se estabilize, mas as transações na rede do Bitcoin Gold não afetarão a rede de Bitcoin, ou vice-versa”.

Assim, muitos pensam que o Bitcoin está crescendo – e os altcoins estão em declínio – porque há uma chance de dobrar seus ativos quando este fork chegar no final do mês.

Leia também  Análise: preço do Bitcoin supera os US$ 1.000, mas esse movimento vai durar até quando?

Via: Cointelegraph


Mantenha-se informado todos os dias sobre Bitcoin. Nossos canais oficiais:

Grupo no Facebook (novo): https://www.facebook.com/groups/bitcoinealtcoins/
Telegram: http://telegram.me/guiadobitcoin
Página Facebook: https://www.facebook.com/guiadobitcoin/
Twitter: https://twitter.com/guiadobitcoin
Feed RSS: http://guiadobitcoin.com.br/feed/

Bitcoins no seu e-mail

Digite o seu e-mail

Junte-se a 17.512 outros assinantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *