Um novo hardfork na rede Ethereum está na iminência de acontecer

Aparentemente a comunidade da Ethereum chegou ao consenso de que a melhor maneira da moeda avançar (leia-se, sobrevier aos ataques DDoS) é – mais um – hardfork emergencial.

Gavin Wood, fundador da Ethcore, e mantenedor do Parity, o segundo maior cliente Ethereum, declarou:

Temos um novo cliente como candidato que lançará um “releasing a -ready” logo que existam testes de consenso adequados. Isso deve resolver os problemas subjacentes do .

 

Jeff Wickle, desenvolvedor da rede Ethereum, confirmou que um entendimento geral para um novo hardfork foi obtido pela comunidade. O novo cliente, Go Ethereum, está em fase de testes e revisão e, até a última atualização no blog da rede, o fork deverá acontecer no bloco 2463000.

Na questão do , a cotação do ETH amarga uma de mais de 5% no último mês, todavia, a sua moeda “irmã”, Ethereum Classic – oriunda do último hardfork –, sofre uma , no último mês, de mais de 25%. Ou seja, mesmo diante das notícias do ataques, podemos dizer que a cotação da moeda está levemente estável.

Leia também  Desenvolvedores criam criptomoeda para compra e venda de skins em games

Algumas opiniões colhidas na internet mostram que, no nível técnico da mudança, o atacante pode usar o evento do hardfork para, talvez, criar duas cadeias ou explorar alguma vulnerabilidade do código durante a divisão.

Por fim, alguns usuários podem pensar: “mais um fork que permitirá ter duas moedas”. Porém, quem gostaria de ficar com uma moeda cujo protocolo se mostrou bastante vulnerável a ataques?

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *