Polychain Capital levanta $10 milhões para investimento em ativos alternativos de blockchain

Uma startup especializada na negociação de ativos baseados em blocos levantou um fundo de US$ 10 milhões apoiado por Andreessen Horowitz (A16z), Boost VC e Union Square Ventures (USV), entre outros investidores não revelados.

Imagem: reprodução

Dirigida pelo veterano da Coinbase, Olaf Carlson-Wee, a Polychain Capital pretende investir nos chamados “protocol tokens” ou ativos alternativos que, como o bitcoin, possuem um subjacente e um ativo negociável que gerencia o acesso a um ledger ou aplicativo digital.

Em entrevista, Carlson-Wee descreveu o fundo como aquele que oferecerá aos investidores exposição a uma carteira ativamente gerenciada, por ativos baseados em blocos.

Notàvelmente, Carlson-Wee creditou o sucesso de blockchains alternativas como o , dirigindo o interesse no fundo. Embora tenha havido um crescimento dramático no de seu recurso nativo, pouco deste valor tem sido acessível aos tradicionais investidores, disse ele.

Leia também  CEO da Bitpesa: "Empresas de remessa que utilizam Bitcoin reduziram seus custos em 75%"

Carlson-Wee disse:

“Eu acho que esses tokens são muito importantes, eles monetizam diretamente os criadores de código aberto e capitalizam equipes em um nível de protocolo. Nós já vimos muitos criadores de redes de blocos enriquecerem com base na sua criação”.

Carlson-Wee informou que a Polychain não divulgará seus investimentos, mas que não estará usando sua posição potencialmente desproporcional para influenciar movimentos de mercado do dia a dia.

“Estou tentando assumir muito cedo uma posição em projetos que eu acredito que poderiam realmente se tornarem a infra-estrutura da futura internet, ou app tokens que poderiam perturbar os principais serviços de web centralizados”, disse ele.

Os investimentos em modelos de negócios da blockchain crescem a cada dia.

No passado, ambas as empresas apoiaram , incluindo o OpenBazaar, uma plataforma de e-commerce descentralizada, e a Mediachain, um protocolo de metadados para compartilhamento de conteúdo.

Leia também  Governo de Malta está desenvolvendo estratégia nacional de Blockchain

Em 2016, cerca de US$ 200 milhões foram arrecadados em ofertas iniciais de moedas (’s) ou vendas de tokens públicos, de acordo com dados da CoinDesk, com a maioria do montante (quase US$ 150 milhões) dedicada ao projeto DAO, que foi um fracasso.

Para maiors informações sobre o projeto, leia a entrevista completa com Carlson-Wee aqui (em inglês).

Via: Coindesk
Adaptação e Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *