Parcele suas compras com Bitcoin em qualquer loja on-line no mundo, utilizando o serviço da Ripio

A startup de bitcoin  e também fornecedora de carteiras digitais, a Ripio, possui um serviço chamado “ Credit“, onde o usuário pode pagar parcelado em qualquer loja on-line do mundo que aceita a criptomoeda e pagar em Bitcoin como se fosse um  de crédito convencional!

comprar-online-parcelado-com-bitcoin

O serviço existe desde o começo do ano (2016), e surgiu para “desbancarizar” ainda mais os serviços financeiros tradicionais, tornando o uso do bitcoin muito mais vantajoso do que qualquer comum, por conta da desburocratização e baixíssimos custos de operação (quase 0). Para aderir ao serviço é necessário realizar um cadastro enviando um documento com foto, uma foto de perfil, telefone e endereço residencial. A Ripio analisará essas informações e irá atribuir uma pontuação a esse perfil, determinando um limite de crédito. O CEO da Ripio comentou sobre o serviço:

“Nosso objetivo é abrir as portas para a população não bancarizada, que hoje supera o 50% no nosso país”, comenta Sebastián Serrano, co-financiador e CEO de Ripio. O dispositivo foi desenvolvido para facilitar o processo de compra: “O usuário pede uma linha de crédito da plataforma, depois de um processo de analisar automaticamente e incorporar a opção de financiamento”, explicou o executivo.

A empresa assegura que é a primeira moeda virtual do mundo que oferece financiamento em moeda local.

Leia também  ICO da revolucionária SingularDTV já tem data marcada para começar
ripio-credit-parcelamento-em-bitcoin
Imagem: Ripio.com

Para utilizar o serviço, basta instalar o aplicativo para Android da carteira Ripio. Dentre algumas lojas que aceitam pagamentos em Bitcoin, estão entre elas a Amazon e Ebay. Na Argentina, a Ripio firmou uma aliança com o varejo online Avalancha.com. Sebastián Serrano criou um vídeo-tutorial ensinando o processo (vídeo em Espanhol):

Lembrando que apesar da funcionar na Argentina, ela também trabalha com saldo em Reais e atende diversos clientes no Brasil.

Via: Tyn Magazine
Adaptação e Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *