Executivos da Netflix querem que o Bitcoin se torne moeda global e adotarão uso dela

Durante a conferência do “Citi Global Internet, Media & Telecommunications”, o diretor financeiro da Netflix, David Wells, expressou seu otimismo em relação ao , e como ele está se moldando para se tornar uma moeda global da maioria das grandes indústrias.

De acordo o Market Realist, uma empresa de pesquisa de proeminente, que cobriu o evento, Wells afirmou:

“Com certeza seria bom ter o Bitcoin em termos de uma moeda internacional em que você poderia usar globalmente.”

Netflix está interessada em Bitcoin por conta da sua segurança

A pesquisadora Shirley Pelts explicou em uma série de 5 partes intitulada em algo como “Ferramentas da Netflix para enfrentar os desafios internacionais“, que a Netflix está procurando ativamente implementar pagamentos em Bitcoin, devido a casos de fraude e de atividade criminosa que gira em torno dos pagamentos de presentes e cartões pré-pagos terem aumentado.

Leia também  Opinião: Porque o ataque ao DAO é bom para o Ethereum

netflix-aceitara-bitcoin-cartoes-presente

Em contraste com muitas redes de distribuição de conteúdo de streaming digital, a Netflix tem fornecido a ambos os seus usuários e criadores de conteúdo uma vasta gama de opções de pagamento, fora do campo tradicional de pagamentos bancários e de cartão de .

Por exemplo, usuários de sem acesso bancário, como Argentina e Índia ou usuários com idade inferior a 18 anos, que são ilegíveis para aplicações bancárias e de cartão de crédito podem uma variedade de cartões de presente a partir de locais físicos, tais como postos de gasolina e lojas de conveniência para pagar os serviços da Netflix.

Em Junho de 2015, a Libran Research & Consulting e o provedor de soluções pré-pagas, o CashStar, co-publicou um estudo intitulado “Cartões de presente através dos olhos dos consumidores“, para analisar a distribuição do cartão do presente dentro do ecossistema e das indústrias ao redor.

Leia também  O que é Bitcoin? Infográfico explica de maneira bem simplificada.

Em suas pesquisas, as duas empresas afirmaram que as vendas de cartões de presente ultrapassaram a margem de 129 bilhões de dólares, em 2015, enfatizando seu rápido crescimento em comparação com outras ferramentas de pagamento convencionais, incluindo serviços de crédito e .

No entanto, como muitos outros instrumentos financeiros, um aumento rápido no crescimento também se refere a um número crescente de casos de fraude, devido ao surgimento de hackers e criminosos que tentam burlar o sistema tradicional.

O veterano de segurança e especialista em criptografia, Tony Martin-Vegue, escreveu em um estudo que ignorar a segurança de um e, essencialmente, gastar duas vezes seu saldo não é uma operação difícil e pode ser completada com conhecimento bastante superficial do segurança.

“Este tipo de fraude acontece a um nível bastante baixo e não resulta em uma perda enorme para o comerciante, mas é um choque para o cliente quando o destinatário de um cartão de presente tenta resgatá-lo e descobre que o seu saldo é zero”, declarou Martin-Vegue.

Como resposta, a equipe financeira da Netflix e o CFO, David Wells, estão de olho no Bitcoin, que pode ser considerado como uma alternativa mais prática e custo-benefício eficiente para cartões de presente.

Leia também  Vários bancos aderem à tecnologia do bitcoin em suas transações reais

Via: Cointelegraph
Adaptação e Tradução: Guia do Bitcoin

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *